Lâmpada de LED com dispositivos integrados à base

O que é Certificação de Lâmpada de LED com dispositivos integrados à base?

É o documento que tem por objetivo atestar que as lâmpadas de LED são seguras, possuem eficiência energética e compatibilidade eletromagnética.

Regulamentadas pelo Inmetro, por meio da Portaria 144/2015, as lâmpadas LED devem ser certificadas, atendendo aos requisitos normativos definidos nessa portaria, com foco no desempenho energético, na segurança elétrica e na compatibilidade eletromagnética.

 

Lâmpadas de LED

  1. A lâmpada LED (Light Emitting Diodes) é um componente eletrônico que gera luz com baixo consumo de energia elétrica. Ela é mais econômica porque sua eficiência luminosa é maior do que as das outras lâmpadas. Ou seja, gasta menos energia para gerar a mesma iluminação.
  2. As LED podem durar, dependendo do modelo, pelo menos vinte e cinco vezes mais do que as lâmpadas incandescentes e quatro vezes mais do que as fluorescentes compactas. Além disso, as lâmpadas LED geram menor risco para a saúde dos consumidores e para o meio ambiente, pois não contêm mercúrio na sua composição, como é o caso das fluorescentes compactas. Elas podem, inclusive, ser descartadas em lixo comum.

 

Processo de Certificação de lâmpada de LED com dispositivos integrados à base

Para que a certificação seja concedida é preciso que o produto passe por algumas fases, como por exemplo, a aprovação nos ensaios, que são testes realizados na lâmpada de LED.

 

Como faço para certificar

  • Entre em contato com o ITAC e preencha o formulário de solicitação
  • Agende uma data para passar pela auditoria do ITAC
  • Se na auditoria for constatado que o produto está de acordo com as normas, ele receberá a certificação.